sábado, 30 de outubro de 2010

Apenas um ato, mostra a força de um povo.



Amanhã (31), mais um ato de democracia na escolha de quem irá presidir os próximos quatro anos de governo. A todos, consciência no voto. O voto consciente dignifica a atitude humana de um povo politizado e possibilita igualdade de oportunidade, dentro do respeito às diferencias.


Vota Brasil!

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Cinema em Mossoró.

A empresa Multicine definiu os valores dos engressos: R$ 14,00 inteira e R$ 7,00 estudante.  O Mossoró West Shopping sorteará amanhã (27), pelo Twitter, e em seu site, três ingressos para a sessão inaugural de suas salas de cinema.

Veja o sítio da Multicine: http://www.multicinecinemas.com/

domingo, 24 de outubro de 2010

"Amigos meus" e conhecidos da NET, gostaria de saber, caso queira me dizer...

Até que ponto uma pessoa te adiciona e depois te bloqueia no MSN? Não sei. Não cabe a mim  responder, só quem decidiu usar esta opção poderá lhe dizer. Do contrário, não há como saber. Creio, democraticamente pensando, que ele (ou ela) tinha lá suas razões e necessidades. Quanto a mim, normalmente dou uma chance (Espero por um tempo), caso continue, faço a exclusão do e-mail. Quase nunca aviso, pois não fui também avisado quanto ao bloqueio.

Atenção aos “amigos” da NET (bloqueadores de contatos):

Lembro aqueles que praticam essa opção, e que por algum motivo não sabem, que há  programas ou sitios (até mesmo no MSN) que identificam quem bloqueou.

Fica a pergunta: por que aquele que te adicionou bloqueia-o? Melhor não aceitar seu e-mail (ou excluí-lo), talvez fosse mais ético. Evita o esconde-esconde (que, a meu ver, é uma atitude desrespeitosa).

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Pense nisso.

"Em política é preciso curar os males e nunca vingá-los."

Napoleão Bonaparte

sábado, 16 de outubro de 2010

Sem churumela, professor e educador têm que estar na mesma panela.

Todas as profissões têm seus percalços, estorvos maiores ou menores fazem parte dos milhões de trabalhadores “nesse Brasil de caboclo de mãe preta e pai João”, como diz José Mariano – poeta e cordelista. Mas destaco a profissão de professor como “casa-da-mãe-Joana” (fazendo jus a uma expressão muito antiga – séc. XIV), local de bagunça, onde todos “metem à mão”. É salutar, que todas as pessoas que querem ser médicos, estudam medicina; para quem quer ser advogados, estudam advocacia; para aqueles que pretendem ser engenheiro, estudam engenharia, etc. Então, por que  para ser professor não precisa estudar?

Quase todas essas profissões (exceção a de professor) têm seu defensor. Para os médicos, o conselho de medicina; para os advogados, a OAB; e para os engenheiros, o conselho de engenharia. Ninguém defende a profissão quando pessoas assumem ser professor, sem estar devidamente qualificado. Por quê? Talvez a defesa dessa profissão seja o sindicato que o faz...Confesso, não vejo isso.

Será que para ser professor não é necessário tanto estudo? Será que a profissão de professor é tão fácil assim, sendo desnecessária a formação acadêmica? Creio que não. É de importância impa a academia, sem a qual, não há o professor (oficialmente apto ao exercício da profissão). Convém saber que a academia forma o profissional técnico – onde os quais estão aos milhares. Todavia, é no íntimo de cada ser, embalado pela vocação que se forma o educador – para este, o amor é sua formação. Então, quer dizer que aquele que não é formado na academia, poderá ser um educador? Sim. Mas, não será um professor educador. A palavra educador, referido no dicionário, é aquele que educa. Logo, pelo dicionário, qualquer um educa. Contudo, acho que para ser educador tem que haver algo mais; e este algo seria a vontade manifestada nas entranhas do ser que se propõe a educar.

O profissional (formal) tem a qualificação para ministrar a essência do conteúdo para a formação do cidadão numa sociedade. Entretanto, e conjuntamente com o formal, o professor educador estará mais apto a assumir um espaço de sala de aula, pois mantém a frieza da formalidade e a beleza da sensibilidade, ambas necessárias ao equilíbrio do profissional educador. Como diz Rubem Alves, em um de seus livros (Conversando com quem gosta de ensinar, 2006): “o professor é profissão, não é algo que se define por dentro, por amor. Educador, ao contrário, não é profissão; é vocação”.

A meu ver, é indispensável à formação acadêmica, para tanto, tem que estar devidamente oficializado, papel passado; tem que sofrer o bom sofrimento (aprender), digo mais, tem que sofrer gostando (nada a ver com mazoquismo), se quiser ser um bom profissional. Tomo emprestado a frase de Willian Black (poeta inglês): “O prazer engravida, o sofrimento faz pari”. Prego batido, ponta virada!

Para ser educador, se faz necessário à vocação, o amor, a vontade de educar, a paciência, a ética e a moral, ou seja, a formação acontece no íntimo de cada um, ou melhor, no íntimo de quem se dispõe a educar. Mais uma vez, depende do empenho, do querer com vontade e dedicação. O caminho não é fácil, o sofrimento também baterá à porta. Tem que estar disposto a dançar com as angústias, a deitar com o sofrimento, a enamorar com as incertezas e a apaixonar-se pelas nuances da vida em cada ser humano.

O caminho é sofrível (tanto para um, quanto para o outro), mas também é prazeroso. Ora agente quer abandonar, ora agente quer ficar. Nestas incertezas, há os que vão (desistem), há os que tentam desistir (mas ainda não o fizeram), há também os que querem ficar (alimentando esperanças nas incertezas). Ser professor (professor educador) não é fácil, por isso, quando alguém me diz que é professor, ou quer ser professor, vem à vontade de fazer duas perguntas: o quanto você já se dispôs, e está disposto, a realmente ser um professor? Quão de vocação carregas para ser educador? Sem essas respostas no coração, não estará pronto para ser professor, e, nem muito menos, educador.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Como surgiu o dia do professor?

No dia 15 de outubro de 1827 (dia consagrado à educadora Santa Tereza D’Ávila), D. Pedro I baixou um Decreto Imperial que criou o Ensino Elementar no Brasil. Pelo decreto, “todas as cidades, vilas e lugarejos tivessem suas escolas de primeiras letras”. Esse decreto falava de bastante coisa: descentralização do ensino, o salário dos professores, as matérias básicas que todos os alunos deveriam aprender e até como os professores deveriam ser contratados. A idéia, inovadora e revolucionária, teria sido ótima - caso tivesse sido cumprida.

Mas foi somente em 1947, 120 anos após o referido decreto, que ocorreu a primeira comemoração de um dia dedicado ao Professor.

Começou em São Paulo, em uma pequena escola no número 1520 da Rua Augusta, onde existia o Ginásio Caetano de Campos, conhecido como “Caetaninho”. O longo período letivo do segundo semestre ia de 01 de junho a 15 de dezembro, com apenas 10 dias de férias em todo este período. Quatro professores tiveram a idéia de organizar um dia de parada para se evitar a estafa – e também de congraçamento e análise de rumos para o restante do ano.


O professor Salomão Becker sugeriu que o encontro se desse no dia de 15 de outubro, data em que, na sua cidade natal, professores e alunos traziam doces de casa para uma pequena confraternização. Com os professores Alfredo Gomes, Antônio Pereira e Claudino Busko, a idéia estava lançada, para depois crescer e implantar-se por todo o Brasil.

A celebração, que se mostrou um sucesso, espalhou-se pela cidade e pelo país nos anos seguintes, até ser oficializada nacionalmente como feriado escolar pelo Decreto Federal 52.682, de 14 de outubro de 1963. O Decreto definia a essência e razão do feriado: "Para comemorar condignamente o Dia do Professor, os estabelecimentos de ensino farão promover solenidades, em que se enalteça a função do mestre na sociedade moderna, fazendo participar os alunos e as famílias".

Fonte: http://www.portaldafamilia.org.br/datas/professor/diaprof.shtml

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

De Él, es la Honra y la Gloria.

A força e a alegria de um ser humano, creio, estão dentro dele mesmo (não exterior a ele). Porém o desapertar dessas forças, muitas vezes, esta atrelada a crenças (extra terrrestre), tornando-se necessárias, e de grande importância (não o mais importante), o apego a tais atitudes.

Aqui, logo abaixo, destaca-se uma frase na camisa de Jorge Galeguillos, décimo primeiro trabalhador a ser resgatado das minas chilenas.

"Porque en su mano están las profundidades de la tierra, Y las alturas de los montes son suyas."
 De Él,  es la Honra y la Gloria.



sábado, 9 de outubro de 2010

Pense nisso.

“É melhor sofrer o pior agora do que viver no eterno medo dele.”

Júlio César

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Não caia nessa! Seja inteligente, vote consciente.

Não caia nessa!...

Grupos anti-Dilma (candidatos de coligação anti PT) estão promovendo uma enxurrada de vídeo tendencioso e falso contra a candidata. Muitos dos vídeos são montagens (manipulados para um determinado fim) e outros distorcem a real mensagem da candidata.

Se observa também grupos, que se dizem religiosos, realizando sessões com fieis a fim de passarem vídeos nos quais têm, segundo eles, informações e opiniões más (todas mentirosas), da candidatas.

Vejo essas manobras como sendo realizadas por pessoas de má índole. Creio que, pessoas que passam imagens (ou que fala mal de outrem, sem as devidas provas), sem provas contundentes sobre a veracidade dos fatos e das opiniões são piores, e até mais perigosos, do que quem formulou ou fez montagem e distorções de opiniões em entrevistas. Estes sim (que fazem realmente o mal), deveriam ser  retirados do meio social, pois poderiam afetar a democracia.

Lembro desse mesmo episódio com o então (candidato na época) Presidente da Republica, Luiz Inácio Lula da Silva. Vários vídeos saíram tentando destruir a imagem de Lula, muitos dos quais preconceituosos. Vídeos e opiniões de transeuntes diziam que se Lula entrasse na presidência iria causar muito estrago no país. Hoje sabemos que tudo isso eram mentiras....Por isso, reforço...Não caia nessa! Seja inteligente, e vote consciente. Procure buscar informações verdadeiras dos candidatos. Procure pesquisar, não em sites ou vídeos deturpados e mentirosos, mas em livros ou em enciclopédias (ou em bibliográfias) ou mesmo, na vida pública do candidato.


O voto é seu, mas a democracia é de todos. Escolha seu candidato (O Serra ou a Dilma) com sabedoria. Não se apóie em mentiras ou difamações. Contudo, acompanhe e busque conhecer seu candidato por vias mais ética.

domingo, 3 de outubro de 2010

Só depende de você!

É necessário sabedoria no voto. Para tanto, é necessário conhecer (em toda sua vida pública) os candidatos que irão receber seu voto. Se o voto é dado com consciência todo o país irá mudar, as necessidades básicas (saúde, educação, segurança entre outras) serão atendidas já que os candidatos terão que ser verdadeiros cumpridores da democracia e do gosto de um povo consciente. Se o voto não for consciente, só os mais corruptos vencerão. E nós ficaremos a mercê de políticos desonestos, de baixa índole. Se sua escolha não for correta, corruptos e corruptores prevalecerão e toda uma sociedade democrática estará fada a decadência.