sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Yoga e Neurociência.

Desde quinta venho participando do XV Congresso Nacional de Yoga. Palestras, vivências e oficinas fazem parte da programação. Entre tantas outras informações importantes a que vem se destacando são as pesquisas realizadas por instituições universitárias na neurociência.

Aqui em Natal, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), no Instituto do cérebro, pesquisadores estão se aprofundando na influência da meditação no cérebro. A palestra, coordenada pelo professor Danilo Santaella (SP), teve como convidados:  Dráulio Araújo, Kliger Kissinger e a professora Alessandra M. Ribeiro  - pesquisadores do Intituto do cérebro (UFRN).

Toda explanação dos professores tinha como tema central Yoga e Neurociência. Com bastantes apresentações de trabalhos científicos, artigos publicados e experiências com meditadores iniciantes ou não, cada palestrante fez suas observações no tocante a profundidade das transformações cerebrais no momento das práticas yoguicas, em especial a meditação.

O congresso continua até amanhã com mais palestras e mais oficinas.




quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Nogueirão é pano de fundo das pelejas entre as facções políticas e empresariais.


Há uma grande peleja entre as facções da política da prefeita de Mossoró e da governadora do estado, e entre estes, os empresários, tendo como pano de fundo o Estádio Professor Manoel Leonardo Nogueira, o “Nogueirão”.

Os empresários visando um futuro promissor daquela área, na qual se localiza o Estádio, tentam comprá-lo, ou seja, querem permutar a área com a proposta de construir um novo Nogueirão, em outro local da cidade, dando a garantia em construir esse novo campo de futebol com todo aparato necessário para o bom funcionamento. Já a prefeitura, diz que com 200 mil consegue reformar o Estádio garantindo seu funcionamento na mesma área onde está. Para o Governo do Estado, seriam necessários 8 milhões para reformar, mantendo-o no mesmo local.

A Liga Desportiva Mossoroense (LDM), entidade particular mantenedora do Estádio, está analisando as propostas.

O que se pode perceber é que na visão da prefeita e da governadora há um ar eleitoreiro sobrevoando a vontade de gastar dinheiro público em um empreendimento particular. Ambos, a Prefeitura de Mossoró e Governo do Estado, estão maquinando um meio de utilizar como “cheque eleitoreiro” os serviços que poderiam ser feito no Nogueirão, explico, querem “preparar o chão” para poderem se apoiar nas campanhas. Enquanto isso os empresários tentam garantir aquela área nobre para um futuro empreendimento.

Fiquem de olho! 

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Yoga para mente e corpo - Dhanurasana - Postura do Arco

Há muita gente buscando melhoria na qualidade de vida. Porém, muitos não sabem como chegar a elas, ou se sabem, não entende o caminho a ser trilhado. Pensando nisso indico um dos caminhos: a prática do YOGA.

Nela é possível chegar a uma boa qualidade de vida. Nas práticas do yoga é possível trabalhar a mente e o corpo. Logo abaixo apresento uma das postura (treinamento do corpo) para a saúde física, e consequentemente, a saúde da mente.


Dhanurasana - Postura do Arco

Na postura, o tronco e as pernas são puxados para cima com a ajuda das mãos (fig 1). Este asana é semelhante a um arco, que em sânscrito é dhanus. A postura fortalece a região da coluna. Para Miranda (1979), a postura “produz a distensão total das glândulas, plexos e órgão anteriores, enquanto comprime veementes os posteriores” (1979, p.98).
Fig.01


Toda a pressão do corpo, enfatiza Kuvalayananda (2005), direciona-se para o abdome e as extremidades, pois estas ficam estiradas. A respiração é fluida, apesar de intensa, e, caso queira, pode ser controlada. Kuvalayananda afirma que para os iniciantes o tempo de permanência na postura seria de cinco segundos, sendo maior, para o praticante mais avançado, por exemplo, no mínimo, três minutos. Quanto maior a estabilidade na postura, mais o corpo vai dando espaço ao processo de alongamento.

Fig.02




Segundo Santaella (2011) os iniciantes ao praticarem a postura tendem a cometer alguns erros, entre eles temos a contração dos pseudounipenados (tíbia anteriores, fig.02). “com a conseqüente dorsiflexão dos tornozelos o que não é indicado” (p.139).

Quando na postura, na permanência desta, alguns músculos são trabalhados isometricamente a fim de buscar a estabilidade do corpo, são eles: quadríceps (fig.03), flexores dos dedos das mãos e dos punhos (fig.04) e trapézios (fig.05), cervicais posteriores (fig.06).

Fig. 03 - em azul

Fig.05 - Trapézio (em vermelho)
Fig.04
flexores dos dedos das mãos e dos punhos



Fig.06
Musc. Cervical
No tempo de permanência deve-se evitar a contração de “músculos que não são usados”, pelo menos ativamente, na postura. Tais músculos, por exemplo, os antagonistas, bíceps femurais, peitorais maiores e os retoabdominais.

Marcos Rojo (2006) enfatiza que em todas as posturas devem haver permanência haja vista a finalidade de se atingir a estabilidade. O autor destaca ainda que “apesar de um potente estímulo para o aumento da massa muscular, a sensação após a contração isométrica deverá ser de um relaxamento muscular muito agradável” (2006, p.84).

Iyengar (1980) relata que esta postura, por esticar a coluna, recupera a elasticidade tonificando os órgãos abdominais, principalmente em pessoas idosas. Iyenga cita, apoiado em sua experiência de prática, que pessoas que sofrem de deslocamento de disco (fig.07 ) tiveram alívio com a prática regular combinando duas asanas: Dhanurasana e Salabhasana.

Fig. 07 - Hernia de disco.

Fernandes (1994) relatando o trabalho físico provocado pela postura e, citando a ação articular, faz as seguintes observações:

Báscula da articulação umeral; recuo das clavículas aproximação das escápulas; extensão máxima da caixa torácica e da coluna cervical; flexão dos joelhos; afastamento do corpo vertebral; aproximação das apófises espinhais (fig.08 - abaixo), mobilização do tecido fibroso dos discos intervertebrais; extenção do fêmur sobre a bacia (p.129-130).





Fig.08 - apófise -
coluna lombar
Santaella (2011) faz suas observações da postura:

Os cotovelos permanecem estendidos, com bíceps e tríceps branquiais relaxados. Além disso, há tensão de alongamento na região do ligamento longitudinal anterior da coluna e a caixa torácica é posicionada com as costelas em posição de extensão inspiratória, o que aliado à compressão abdominal, torna a respiração superficial. (p.139).

Pelas várias dicas de autores renomados é possível perceber que a postura é eficaz para a manutenção de um corpo sã, o que contribui para uma qualidade de vida física e mental.




Para saber mais:

IYENGAR, B. K. S. A luz da ioga: uma edição concisa do clássico de B. K. S. Iyengar. São Paulo: Ed Cultrix, 1980.

KUVALAYANANDA, Swami. Asanas: São Paulo: Phorte Editora, 2005.

MIRANDA, Caio. Hatha, o a b c do yoga. Rio de Janeiro: Edições de Ouro, 1979.

RODRIGUES, Marcos Rojo; SANTAELLA, Danilo Forghieri et al. Estudos sobre o Yoga: São Paulo: Phorte Editora, 2006.

SANTAELLA, Danilo Forghieri; SILVA, Gerson D’Addio da. Anatomia e fisiologia aplicadas ao Hatha Yoga: volume 1 sistema locomotor.São Paulo: Ed Carthago, 2011.




sábado, 24 de setembro de 2011

A solidariedade continua.


Um grupo de alunos do ensino médio do 3ª A , matutino, do Centro de Educação Integrada Professor Eliseu Viana (CEIPEV) faz boas ações de solidariedade. Logo abaixo explicação, por  Erika Vanessa, estudante e participante da ação solidária, de como surgiu e quais os caminhos a seguir para atingir o objetivo do grupo.

No ano de 2010 uma brilhante ideia surgiu na gincana, como de praxe, d­a escola Eliseu Viana.  Com o objetivo de ajudar pessoas e estimular a solidariedade dos alunos, uma das provas era realizar um dia de diversão para pessoas que precisavam, assim como, gravar um vídeo para mostrar a toda escola. A prova poderia ser realizada em Casas de Apoio, por exemplo, Creches ou Abrigos para idosos, o principal objetivo era garantir o divertimento dessas pessoas, mesmo que por pouco tempo.

Movidos pela competição, os alunos realizaram a prova com gosto, e não imaginaram o resultado no final. No primeiro dia da gincana foram mostrados todos os vídeos que os alunos de determinadas turmas produziram. A emoção tomou conta da escola e dos professores. A sensação de dever cumprido pairava no ar.

Mas o melhor é que essa ideia não foi deixada de lado, neste ano veio à tona novamente o desejo de levar alegria e diversão para mais pessoas. Os estudantes da 3ª série “A” do turno Matutino do Eliseu já estão se programando para realizar, mais uma vez, esse pequeno projeto.

No mês de Outubro eles irão a uma Creche localizada no bairro Bom Pastor, em Mossoró, levar brincadeiras e diversão para no mínimo 50 crianças. Os alunos já conseguiram arrecadar uma boa quantidade de brinquedos para doar para a escola, já que na mesma não tem nenhum.

Professores se orgulham em ver os alunos tão empolgados e envolvidos em projetos como esses, são nessas pequenas coisas que eles tiram satisfação.

“O primeiro passo para se fazer algo em nossa vida é acreditar que somos capazes de fazê-lo!” (autoria
desconhecida).


quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Congresso de Yoga em Natal. Vamos?

Começam na próxima semana, Dias 29 e 30/SET e 01/OUT/2011 – Hotel IMIRÁ – via costeira, em Natal, o Congresso de Yoga.

A programação está excelente. Me aguardem, caso a vida me permita irei comparecer.


18h30
Apresentação artística: Elke Riedel e Alexandre Atmarama

MESA DE ABERTURA

Palestra: Yoga: vida, saúde e contemplação - Monja Cohen (SP)
30/09 (sexta-feira) Manhã
8h
Mesa Temática: Yoga e Neurociências (Instituto do cérebro/UFRN)
9h30
Palestra (Swami Maitreyananda – Argentina)
10h30
Mesa Temática: Yoga na Promoção da Saúde da Mulher (Profª Neusa Veríssimo (CE), Profª Márcia, Prof. Jorge (RN), Profª Fernanda Neville (Argentina), Profª Maria Helena Schimidt (ES)
30/09 (sexta-feira) – INTERVALO (12:00 às 14:00)
30/09 (sexta-feira) Tarde
14h
Mesa Temática: Yoga e Contemplação (Jomar Morais - RN, José Ramos - RN,  Hasido - RN )
15h30
Cooffe Break
16 às 18h
OFICINAS (dia 30/09)
1. Meditação (Cláudio Azevedo - CE) – ao ar livre
2. Yoga aplicado aos transtornos de ansiedade (Subashini Arora- CE)
3. Kundalini Yoga para estresse e depressão (Akalmuret Singh - PR)
4. Yoga na Escola (Norma Pinheiro - RJ)
5. Yoga no tratamento da Fibromialgia (Gerson D’addio - SP)
6. Yoga na Terceira Idade (Rita Morelli - RN)
01/10 (sábado) – Manhã
8h
LIAN GONG : Profª Mércia de Santi Estácio - RN
8h30
Mesa Temática: Yoga no Contexto das Práticas Integrativas e Complementares em Saúde: Andréa Aguiar (UFRN) e Frankleide Matos (SESAP-RN)
9h30
Mesa Temática: Yogaterapia
Danilo Santaella (SP), Gerson D’addio (SP) e Prof Alkamuret Singh (PR)
11h
Palestra: Yoga na vida cotidiana - Swami Nirmalatmananda (Índia/SP)
01/10 (sábado) – INTERVALO (12:00 às 14:00)
01/10 (sábado) – Tarde
14h
Palestra: Yoga e Ayurveda - Danilo Santaella Forghieri (SP)
15 às 17h
OFICINAS (dia 01/10 - sábado) – Tarde
1. Meditação (José Ramos) – ao ar livre
2. Meditação ( Marquinhos - RN) – ao ar livre
3. Yoga para hipertensos (Danilo Santaella e Ana Malinauskas - SP)
4. Yoga para gestantes (Fernanda Neville)
5. Yoga e Meditação na cura do pânico e da depressão (Hasido - RN)
6. Yoga e Qualidade de Vida(Seve Cunha)
 17h
Retorno ao grande Auditório para Agradecimentos, apresentação Cultural e convite para lançamento de alguns livros no saguão com coquetel de encerramento.

Maiores detalhes acessem AQUI

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Novas Liberdades na Unp


Deu-se início na noite de ontem, na Unp, o XI Seminário Novas Liberdades. Para este ano estão como palestrantes: Rafael Sbarai, com o tema redes sociais e liberdade de expressão; Anivaldo Padilha, com liberdade religiosa; Fernando Gabeira, com cidades sustentáveis; e, por fim, Gustavo Bernardes, direitos homoafetivos são direitos humanos. Todos estarão em dias diferenciados em suas explanações. Ontem foi Rafael Sbarai.

A abertura contou com algumas falas iniciais de representantes das universidades (Facene, Unp e Uern), do presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Franciso José Junior, do secretário da Cidadania, Francisco Carlos Carvalho e, por fim, da prefeita Fafá Rosado. Todas as falas concentraram-se na importância deste seminário para a cidade de Mossoró, na qual é conhecida como a pioneira, no estado do RN, nos movimentos sociais da libertação dos seus escravos, do voto feminino etc.

O seminário contou com boa participação do público inscrito. Contudo, o ambiente não tava lá essas coisas, a pesar do luxo. Os alunos da instituição, quando no intervalo, exatamente na fala de Rafael Sbarai, conversavam muito e quase não dava para entender algumas passagens da sua fala.

A palestra foi no salão, uma espécie de local para eventos ou área de lazer, que dava acesso a passagem de alunos que entravam e saiam da sala de aula. No momento do intervalo o zum-zum ficou ainda mais intenso, confesso que perdi um pouco do discurso, mesmo que a Unp tenha colocado em pontos estratégicos caixas de som e tela com os slides projetados pelo palestrante.

No mais, a palestra foi muito boa, Rafael discursou sobre as redes sociais e destacou, entre muitos pontos importantes, que existem no Twitter 200 milhões de inscritos ativos, 66 milhões de usuários ativos no Orkut, 750 milhões cadastrados no Facebook etc. 

Relatou que há empresas que permitem o uso das redes sociais no trabalho e outras não aceitam. Destacou também que há estudos que confirmam o aumento de produtividade na empresa onde há permissão do uso das ferramentas no horário de trabalho. Falou também que o Google tem uma proposta de implantar uma grande rede social, com sub-redes particularmente propostas pelo próprio usuário.

Destacou os cuidados necessários com a utilização das informações postadas na internet e alertou dizendo: “o que você diz na internet passa a ser público e pode virar-se contra você em algum momento da sua vida”. Em se falando de ética, ou moral, asseverou que muitos usam as redes sociais e fazem uso indevido das ferramentas e outros mascaram a si mesmo. Por fim, afirmou que a internet nos deixa mais preguiçosos.

O ciclo de palestras segue até a sexta-feira, dia 23, com encerramento no Teatro Municipal Dix-Huit Rosado com apresentação do espetáculo Auto da Liberdade.

sábado, 17 de setembro de 2011

Kadafi pede para ser julgado por Congresso Brasileiro


Só para descontrair.

Você acompanha o desenrolar da guerra que o Ditador Líbio Muammar Kadaf está provocando? Pois é! Muitas atrocidades. E ele, o Kadaf, já tem o plano B, caso venha a ser derrotado. Veja o que ele disse, segundo a Revista Piauí:

"Só aceito sair se for julgado pelo Congresso Brasileiro. Me comprometo a acatar todas as ásperas reprimendas e duras punições pelas quais os nobres deputados, sempre zelosos do melhor cumprimento da lei, vêm se notabilizando ao longo dos últimos anos. Na semana seguinte, já com a ficha limpa, quero me filiar ao PMDB", declarou em árabe.

Revista Piauí AQUI


quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Mata-se a greve com desprezo.

Professores da Uern, em assembléia, decidem finalizar o movimento paredista. Foram mais de cem dias sem que o governo se sensibilizasse com a greve. A Governadora se mostra insensível quanto aos grandes problemas que assolam o estado. Educação, segurança e saúde morrem por inanição. 

Nota do blog:  Para o governo a copa é a salvação e estão apostando tudo. Cabe aqui até a máxima de Júlio César, grande general romano (100 a.C a 44 a.C): "Alea jacta est" (A sorte está lançada).

Pobre RN!

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Pense nisso


“Cuidado para não chamar de inteligentes apenas àqueles que pensam como você.”
Ugo Ojetti

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Que coisa mais feia, Tenente!


Manifestantes que tentavam acompanhar os trabalhos da Comissão Especial de Inquérito (CEI), na Câmara Municipal de Natal,  sobre os Alugueis, são ameaçados pelos guardas e ofendidos com palavras de baixo calão por um tenente coronel.

Nota do blog: lembro que este tenente coronel, em épocas anteriores, foi delegado de uma das cadeias daqui de Mossoró.  Tinha a fama de ser assim, meio relapso com as palavras.  

Como diz por aí: "costume de casa, vai à praça", ou melhor, cai na internet. 

Veja vídeo abaixo:

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Não seja professor!!

Não seja professor!!
Por Almirene Sant Anna* 


O Ministério da Educação, por intermédio de um dos meios de comunicação mais poderoso, tem veiculado uma propaganda convidando os cidadãos brasileiros a serem professores; ele tenta convencer o telespectador de que essa profissão é uma das melhores do mundo, esquecendo que numa pesquisa nacional realizada há alguns meses, o professor era o quinto profissional mais confiável, atrás - pasmem!- dos advogados. Então, por que ser professor se tornou agora tão especial? Está faltando esse profissional no mercado? Por que será?

Respondendo a esses questionamentos, eu digo:

Não seja professor: 

esse profissional perdeu a credibilidade de toda a sociedade;

os empregadores desse profissional não têm o menor respeito por ele, deixam-no amedrontado para lutar pelos seus direitos, acreditando que se fizerem isso terão seu salário cortado, suas férias interrompidas, sua moral em baixa;

as condições de trabalho desse profissional são as piores possíveis, quando ele tem o material não sabe utilizá-lo, pois não recebeu treinamento para isso e quando sabe, não o tem;

ele é vítima do aluno, vítima da comunidade, vítima dos pais dos alunos que não acreditam em seu poder nem em sua autonomia para tomar decisões;

o salário desse profissional em início de carreira é vergonhoso e para o que já tem algum tempo de serviço é desanimador;

para que esse profissional tenha uma vida decente e possa usufruir de um mínimo de conforto, precisa usar o limite do cartão de crédito ou tomar empréstimo consignado, comprometendo ainda mais o salário injusto;

a falta de funcionários de apoio e de segurança deixam esse profissional a mercê de todo tipo de indivíduos: armados, drogados, mal-intencionados;

a carga horária desse profissional, para o tipo de trabalho que exigem dele, é extenuante;

apesar das propagandas falando sobre a qualidade da educação, o que os governantes querem é quantidade: excesso de alunos em sala de aula e sendo aprovados sem ter conhecimento;

a família transferiu para o professor a tarefa de educar, aconselhar, transmitir valores, cuidar da saúde física e psíquica, ou seja, o professor não é mais o mediador do conhecimento;

é sua culpa quando o aluno não aprende, mas não é mérito seu quando ele entra na universidade, o mérito é do “cursinho”;

ele não tem vida própria, vive em função dos que ditam as leis comportamentais, que só são punitivas se o profissional for PROFESSOR;

esse profissional está longe de ser a profissão mais valorizada em nosso país, porque dele tiraram toda a dignidade, o prazer de ensinar, o valor, o respeito, a moral e a perspectiva de um mundo melhor;

apenas o professor universitário (difícil tornar-se um!) ainda goza de certo prestígio na sociedade e, mesmo assim, tem quase todas as razões acima para reclamar.
Ser professor, no Brasil, é menos digno que ser advogado, médico, bombeiro, policial ou estar na vida política. Apesar de nos envergonharmos dos políticos do nosso tempo, somos responsáveis pela formação de todos os profissionais, incluindo esses, mas não somos valorizados por nenhum deles o que tira de nós o desejo de continuar realizando as nossas atividades.

Não queremos convites para ser professor; queremos um país digno que respeite e valorize seus profissionais, não apenas inflando seu ego, mas pagando-lhes um salário digno e dando-lhes melhores condições de trabalho, escolas mais equipadas, funcionários de qualidade, segurança e proteção. Queremos que o governo vincule o Bolsa Família à assiduidade e rendimento do aluno, assim a família vai estar mais presente e atuante na escola, as tarefas serão divididas e a sobrecarga do professor diminuirá e ele poderá, realmente, ser um profissional de VALOR.

*Almirene Sant Anna (Graduada em Letras com especialização em Língua Portuguesa e Psicopedagogia)

Texto extraído do blog do professor William Pereira  AQUI


sábado, 3 de setembro de 2011

Pense nisso.


"A pedra atirada, a palavra proferida e o tempo jamais retornam".
Provérbio Chinês.