sábado, 27 de abril de 2013

1 minuto e 47 segundos.

1 minuto e 47 segundos foi o tempo que durou a votação da PEC 33 pelo Congresso, na qual impõem mordaça ao STF. Sobe "velocidade da luz" os políticos implementaram suas manobras a fim de puxarem a forca para asfixiar o STF.

O mais interessante é que o José Genoino (PT-SP) pediu pressa na votação. Lembra-se dele? Pois é... Foi condenando por corrupção e agora é ele que pedi a corda da forca para puxar.

Leia mais e entenda esta peleja, Congresso x STF AQUI

Nota do blog: 
A cada dia vejo alguns congressistas colocarem nariz de palhaço em cada cidadão. E o pior, o povo esta deixando; e ainda aceita que pinte o rosto para entrar no picadeiro. O povo está mais preocupado com "seu time" de futebol, ou com as novelas do que com o que se passa em seu país. Mal sabem eles que estas decisões recairão sobre sua vida social (segurança, saúde, educação, economia, meio ambiente etc, etc...etc). Da pior maneira.

Povo sem instrução, vivem na ilusão.

Pobre Brasil varonil!!!

quarta-feira, 24 de abril de 2013

PEC 33 está na espreita para dizer: "Pronto, cheguei!"

Políticos tentam aprovar a PEC 33 (Proposta de Emenda à Constituição). A proposta estabelece que o Congresso terá que aprovar as chamadas súmulas vinculantes do STF, mecanismo que determina que as decisões da Corte devam ser seguidas pelas demais instâncias, e a inconstitucionalidade de emendas à Constituição.

E isso quer dizer, a grosso modo, que as decisões (entenda, julgamento) que teria seu "finalmente" no STF passaram por uma comissão de políticos. Vejo como uma manobra para livrar corruptos.

Leia e entenda melhor AQUI

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Governo dá 100% de gratificação à sua “panelinha”

Deu no blog de Carlos Santos


O Governo Rosalba Ciarlini (DEM) segue firme na proeza de conseguir causar o maior número possível de insatisfações. Um novo mal-estar é em relação à seletividade para engordar a conta pessoal de alguns servidores, em detrimento da grande maioria dos barnabés.
O decreto de número 23.308/2013 instituiu reforço na remuneração de uma “panelinha” de pessoas que servem ao poder estadual, com o dispositivo técnico denominado de Gratificação de Representação de Gabinete (GRG). Os beneficiados recebem reforço de 100% no bolso, em relação ao seu salário.
Mas claro que a benesse não segue razão isonômica. Só uma panelinha bem-escolhida passou a se beneficiar da GRG.
Esse plus atinge a turma com diploma superior no Gabinete Civil, Governadoria, Controladoria, Consultoria, Procuradoria e ainda a pasta do Planejamento.
Claro que a turma do cafezinho ficou de fora. Lógico.
Nota do Blog – Sempre falta dinheiro para atender aos planos de cargos e salários dos barnabés, mas o Governo do Estado sempre arranja um jeitinho de pulverizar dinheiro do contribuinte para outros setores mais abastados.
Impressiona essa agilidade e eficiência para ser um Robin-hood pelo avesso, tirando da maioria pobre para cevar uma minoria privilegiada.
Pobre Rio Grande Sem Sorte!

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Exumação de corpos da família imperial

Segundo o site da Uol notícia:

O trabalho de mestrado da historiadora e arqueóloga não se resumiu a exumar os restos mortais do imperador Dom Pedro 1º e de suas duas mulheres, dona Leopoldina e dona Amélia (segunda mulher do imperador), mas também de desenterrar uma história do século 19 que estava abandonada à umidade e aos cupins.

Goteiras, urnas internas mal conservadas (cada corpo é mantido dentro de três caixões, além do sarcófago de granito) e até erros nas placas comemorativas – o nome da italiana Amélia de Leuchtenberg, por exemplo, ganhou um Maria – foram encontrados na cripta imperial, que fica no Monumento à Independência, na zona sul de São Paulo.

"O que me motivou a fazer esse trabalho de exumação da família imperial foi o problema com a umidade na cripta. Uma reforma ocorreu na década de 1980, quando os corpos foram trasladados temporariamente, mas as infiltrações continuaram depois", disse a pesquisadora no MusIAL.

Uma equipe ajudou a pesquisadora nesse trabalho de exumação. O Instituto de Física da USP (Universidade de São Paulo) fez a cromatografia gasosa e a análise fúngica, que descartaram a presença de gases inflamáveis nos caixões ou o risco de contágio da equipe, e o Instituto de Radiologia do Hospital das Clínicas fez exames de ressonância magnética e tomografia.

Valdirene também coordenou a decapagem na ossada do imperador, um trabalho de limpeza para retirar resíduos do esqueleto antes da tomografia; higienização dos ornamentos - desde as dezenas de botões de Dom Pedro até as joias das imperatrizes, que devem ser expostos em breve -; e um novo tratamento de preservação do corpo de Amélia, que estava mumificada, para impedir a deterioração após o contato com o ar exterior.

Continue lendo AQUI