sábado, 29 de julho de 2017

Aposta de Pascal

O matemático francês Blaise Pascal é conhecido também como filósofo, haja vista tenha proposto argumentos sobre ideias abstratas. Aqui, destaca-se uma delas que refere-se a formulação combinatória entre a matemática e teologia.

DEUS, É O ASSUNTO...

“Deus existe ou não existe. Para que lado pendemos? A razão não pode determina-lo… Temos de apostar. Pesemos o ganho e a perda. Se você ganhar, ganha tudo; se perder, não perde nada. Aposte portanto sem hesitar.” (PASCAL, B. Pensées, fr. 233).

A APOSTA DE PASCAL

"Se for impossível que uma pessoa creia com segurança que Deus existe, então tal pessoa deveria crer em Deus de qualquer maneira – “somente no caso” que Ele exista;

se provarem que Deus existe, o crente “ganha” a aposta ao receber uma recompensa eterna (viver no paraíso);


se provarem que Deus não existe, o crente não perde nada (a não ser, talvez, alguns prazeres temporais, cuja perda é superada pela liberdade da angustia da incredulidade);
se provarem que Deus não existe e a pessoa que não é crente, então tal pessoa pode ganhar os prazeres temporais; 

se provarem que Deus existe e a pessoa não é crente, então tal pessoa será castigada por sua incredulidade (viver no inferno)".


Uma frase para contrabalancear o resultado acima vem do poeta Milton (século XVI):
"É melhor reinar no inferno do que servir no céu."

Nenhum comentário:

Postar um comentário