sábado, 15 de julho de 2017

Dicas de Aristóteles para quem busca a felicidade

Dicas de Aristóteles para quem busca a felicidade

Aristóteles (384-322 a.C.) nasceu em Estagira, na Grécia setentrional, cidade grega sob o domínio macedônico. Seu pai era médico do rei da Macedônia, Amyntas, pai de Felipe. Foi discípulo de Platão, todavia, não seguiu as ideias do professor. Fundou sua própria escola denominada de Liceu em homenagem a Apolo – irmão de Athena – divindade que presidia a música, a harmonia, a saúde e a verdade.

Aristóteles teceu algumas ideias sobre a felicidade. Considerava que este sentimento é a finalidade das ações humanas e que neste caminho deveriam ser observado três modos de vida: a vida guiada pelo prazer, a vida política e a vida contemplativa. 

No texto “ Revolução da Alma”, escrita em 360 a.C., o filosofo apresenta alguns tópicos sobre a vida contemplativa.

Ninguém é dono da sua felicidade, por isso não entregue sua alegria, sua paz, sua vida nas mãos de ninguém, absolutamente ninguém. Somos livres, não pertencemos a ninguém e não podemos querer ser donos dos desejos, da vontade ou dos sonhos de quem quer que seja. Se você anda repetindo muito "eu preciso tanto de você" ou, "você é a razão da minha vida", cuide-se. Remova essas palavras e principalmente a ação dessas palavras da sua vida, pois fazem muito mal ao seu "eu" interior. 

A razão da sua vida é você mesmo. A tua paz interior é a tua meta de vida. Pare de colocar sua felicidade cada dia mais distante de você. Não coloque objetivos longe demais de suas mãos, abrace os que estão ao seu alcance hoje. Pare de pensar mal de você mesmo, e seja seu melhor amigo sempre. 

Com um sorriso no rosto as pessoas terão as melhores impressões de você, e você estará afirmando para você mesmo, que está "pronto" para ser feliz. Trabalhe, trabalhe muito em seu favor. Pare de esperar a felicidade sem esforços. Pare de exigir das pessoas aquilo que nem você conquistou ainda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário